• News

    Maurício Miranda se apresenta todos os sábados no Kaçuá às 22h.
    Rua Senador Rui Carneiro , 220
    Recreio dos Bandeirantes - Rio de Janeiro

    Entrevista

    Rádio Roquette Pinto

    Ouça a entrevista concedida ao Programa Cantos da Alma Latina que foi ao ar dia 8 de dezembro.

    Outras Palavras

    Release

    A música sempre fez parte da vida deste carioca. Como a maioria dos artistas, apaixonados por música e ainda tendo o irmão mais velho seguido a carreira musical, despertou em Mauricio a vontade de fazer o mesmo e levar alegria, recordações e emoções às pessoas.
    Aos treze anos de idade, começou sua trajetória pelas noites do Rio de Janeiro, onde teve logo cedo seu talento reconhecido e ganhou espaço na noite da Cidade Maravilhosa. Além de ser um ótimo músico, sempre possuiu a capacidade ou dom de exímio comunicador, qualidades que foram imediatamente notadas por empresários, donos de bares e formadores de opinião.

    DONWLOAD RELEASE


    CLIPPING

  • Tonto Tato Traços

    Músicos

    Bateria - Carlos Bala, Pedro Mamede, Sandro Araújo e Téo Lima
    Baixo - André Neiva e Nema Antunes
    Teclados - Glauton Campelo e Marco Brito
    Acordeon - Julinho Teixeira
    Guitarras e Violões - Junior, Walace Peres, Mauricio Miranda e Tavinho Meneses
    Cavaquinho - Henrique Garcia e Maurício Miranda
    Percussão - João Bani, Paulo He-Man e Pirulito
    Metais - Arimatea, Rodrigo Munhoz e Gilmar Ferreira / Bruno Santos, Josué Lopez e Rafael Rocha
    Participações especiais - Jorge Vercillo, Elaine Souza e André Machado

    Ficha Técnica

    Gravado no Back Studio - Rio de Janeiro
    Técnicos de gravação - Áureo Luiz e Junior
    Mixagem - Áureo Luiz    |    Masterização - André Dias
    Diretor fonográfico - André Neiva    |    Produção - Maurício Miranda
    Fotografia e Arte: Alex Mendes    |    Figurinistas - Chris Cordeiro e Kecia Felix Donnelly

  • Ajaiô

    Mauricio Miranda e Túlio Pereira

    Capoeira não sabe, não
    Essa luta não vai ter perdão
    Os home já é, vem guerrear
    De chibata e de facão,
    A morte em cada olhar
    A morte é viver na escravidão
    Porque a selva é nosso lugar
    Nossa raiz nossa nação
    E se for pra morrer aqui
    lutando sim, no tronco não

    Axé Zumbi
    Ganga Zumba
    Ajaiô

    Vai lutando contra opressão
    O algoz é negro capitão
    Se alimenta da escravidão
    Preto escravo guerreiro é
    E o quilombo nossa direção
    Depois que essa emboscada se der

    Só pernada e safanão, aú, armada, arpão
    Guerreando sem descansar
    Tem muito irmão pra se vingar

    Axé Zumbi
    Ganga Zumba
    Ajaiô

    Ficha Técnica

    Maurício Miranda - voz, violão e vocais
    Tavinho Menezes - guitarra
    José Arimateia - trompete
    Rodrigo Munhóz - sax
    Gilmar Ferreira - trombone
    André Neiva - baixo
    Pirulito - percussão
    Téo Lima - bateria

    Ouça

  • Descompassada

    Maurício Miranda

    Não tô entendendo nada
    Você não tá no tom
    Você dança descompassada
    E acha que tá bom

    Você enche os olhares
    De quem te admira
    Na maioria dos lugares
    Ignora minha companhia

    Então pra que ficar assim
    Procurando abrigo
    Você não evitou e se perdeu
    Você foi o meu pior castigo

    Não reclame se o tempo
    Aos poucos revelar
    Que o caminho escolhido
    Foi vazio, vulgar

    Relembre então a nossa história
    E logo se arrependa
    Das tolices do passado
    Talvez assim aprenda

    Então pra que ficar assim
    Procurando abrigo
    Você não evitou e se perdeu
    Você foi o meu pior castigo
    Você foi o meu pior castigo, mulher
    Você foi.

    Ficha Técnica

    Maurício Miranda - voz e violão
    Marco Brito - piano e teclados
    Nema Antunes - baixo
    Pedro Mamede - bateria

    Ouça

  • Turista

    Maurício Miranda

    Tô indo pra Bahia Itaparica
    No Morro de São Paulo, de turista
    Não quero que você me leve a mal
    Eu não quero ficar só

    Porto seguro deu saudade de você
    Arraial da Ajuda a energia é demais
    Depois da praia muita coisa pra fazer
    Eu não quero ficar só
    Eu não quero ficar só

    De tudo que se deu
    Só sobrou o que eu não dividi
    Você pensa que sou seu
    E me atormenta pra se distrair

    Tô na cidade, tô chegando em Itaúna
    A magia do forró se dança aqui
    Forroziando eu pego geral
    Eu não quero ficar só

    Rio de Janeiro é meu berço, minha vida
    Eu tô voltando pro amigos encontrar
    A noite é nas bandas lá do Kaçuá
    Eu não quero ficar só

    Ficha Técnica

    Maurício Miranda - voz e violão
    Tavinho Menezes- guitarra
    Marco Brito - teclados
    Bruno Santos - trompete
    Josué Lopez - sax
    Rafael Rocha - trombone
    André Neiva - baixo
    Paulo He-Man - percussão
    Sandro Araújo - bateria

    Ouça

  • O Sim e o Não

    Maurício Miranda e Túlio Pereira

    Entender você
    Entre o sim e o não
    é loucura eu sei, é vão

    Estar com você
    Anjo, minha flor
    Paz que encontrei no amor

    Sei que tem
    Tendo o dom
    De me tirar de vez
    Da solidão

    Se você sorrir
    Tudo terá cor
    Tudo será luz, calor

    Sempre me aquece
    Jeito sedutor
    é só me chamar que eu vou

    Sabe me ouvir
    Canta no tom
    Vamos juntos seguir na direção

    Ficha Técnica

    Maurício Miranda - voz e vocais
    Junior - violão
    Glauton Campello - piano
    Josué Lopez - sax
    André Neiva - baixo
    Sandro Araújo - bateria

    Ouça

  • Tudo Se Perdeu

    Maurício Miranda, Marco Menna e Marvyo

    Você seguiu o seu caminho
    E desistiu do meu
    Me deixou aqui sozinho
    Tudo se perdeu
    O seu olhar me esqueceu
    O seu olhar me esqueceu

    Desprezou os meus carinhos
    Que sempre te dei
    Fez questão de andar sozinha
    Em lugares que nem sei
    O meu olhar entristeceu
    O meu olhar entristeceu

    Cadê o teu amor, cadê tua paixão
    Você foi quem mudou
    E não me deu explicação
    Tudo que eu fiz no auge da razão
    Com o tempo se desfez
    E foi deixando no meu peito
    Solidão

    Me afastou dos amigos
    Que sempre me dei
    Não dei conta do perigo
    Por isso aceitei
    E o seu olhar contentei
    E o seu olhar contentei

    Findo agora o vazio
    Que você deixou
    Porque não vou ficar sozinho
    Um novo amor chegou
    E o meu olhar incendiou
    E o meu olhar incendiou

    Ficha Técnica

    Maurício Miranda - voz e vocais
    Tavinho Menezes - violões
    Glauton Campello - piano
    João Bani - percussão

    Ouça

  • Tambor Oculto

    Maurício Miranda, Túlio Pereira
    e Paulinho He-Man
    Participação Especial: Jorge Vercillo

    O corpo que sofre a alma perdoa
    Perdão que o negro não pede à toa
    Tambor que da Mãe não esquece o nome
    O nome é Mãe áfrica que acolhe a fome

    O nome é Mãe áfrica que acolhe a fome

    Fome de justiça pra dor da senzala
    O coro comendo, chibata na cara
    Chama o Ogan no garimpo do ouro
    Tocando tambor desperta o povo

    Batacotô
    Avisa a negralhada
    Pra tá que eu tô
    Já é a hora da virada
    Batacotô
    Capoeira contra espingarda
    Batacotô
    São ancestrais tocando tambor

    Nos dias de hoje melhor é morrer
    Três dias no tronco sem água beber
    Essas feridas não saram jamais
    é o sangue dos negros em Minas Gerais
    é o sangue dos negros em Minas Gerais

    Nas festas ele nunca é tocado
    O tambor fica escondido, enterrado
    Somente na luta pela liberdade
    Se ouve o tambor ecoar na cidade

    Zim Zimbábue

    Ficha Técnica

    Maurício Miranda - voz, violão e vocais
    Marco Brito - teclados
    José Arimateia - trompete
    Rodrigo Munhóz - sax
    Gilmar Ferreira - trombone
    André Neiva - baixo
    Paulo He Man - percussão
    Carlos Bala - bateria

    Ouça

  • Te Quero Fora

    Maurício Miranda
    Participação Especial: André Zovão

    Pára de pedir perdão
    é hora de criar juízo
    Você não tem mais solução
    Então me inclua fora disso

    Tudo que fiz por você
    O amor que te dei e o ombro amigo
    Você botou tudo a perder
    E viver sem mim vai ser o seu castigo

    Fora, te quero fora
    Fora do meu coração
    Fora, te quero fora
    Agora não tem mais perdão

    Pára de fazer questão
    é hora de botar fim nisso
    Acabou nossa paixão
    Que incendiou o nosso início

    Tudo que dei pra você
    As noites de amor que juntos tivemos
    Nunca mais vou esquecer
    Mas não estranhe
    Se nunca mais nos vermos

    Fora, te quero fora
    Fora do meu coração
    Fora, te quero fora
    Agora não tem mais perdão

    Ficha Técnica

    Maurício Miranda - voz, violão e vocais
    Tavinho Menezes - guitarras
    Clauton Capello - teclado
    José Arimateia - trompete
    Rodrigo Munhóz - sax
    Gilmar Ferreira - trombone
    André Neiva - baixo
    Carlos Bala - bateria

    Ouça

  • Tonto, Tato, Traços

    Caio Sóh e Maurício Miranda
    Participação Especial: Elaine Souza

    Tenho tanto teu Tonto tato traços
    Todos toques tortos
    Tolo tão tentador

    Truques talvez tirem todos teus trejeitos
    Tudo tem tua tara
    Tambores tremem terra
    Tão tarde toadas tocadas

    Tenho tanto teu
    Talento tento teatro
    Todos toques toscos, tolo
    Tão tranquilo

    Truques talvez tirem todos teus traquejos
    Tudo tatuado
    Talham tua tez tenra
    Televisão tablado

    Tenho tanto teu
    Tenho tanto teu

    Ficha Técnica

    Maurício Miranda - voz, violão e cavaquinho
    Nema Antunes - baixo
    João Bani - percussão

    Ouça

  • Vamos Chamar o Vento

    Maurício Miranda

    Vamos chamar o vento, vamos chamar
    Vamos chamar o vento, vamos chamar
    Vamos chamar o vento, vamos chamar
    Vamos chamar o vento, vamos chamar

    Vento que vai levar as cinzas pr’outro lugar
    Vento que bate nos cabelos da menina
    Vento que mexe com as folhas da palmeira
    Vento que embala até as ondas do mar

    Vamos chamar o vento, vamos chamar
    Vamos chamar o vento, vamos chamar
    Vamos chamar o vento, vamos chamar
    Vamos chamar o vento, vamos chamar

    Vento que assovia e dá medo,
    Na janela
    Vento que sopra e empurra a vela
    Da jangada

    Vento que vem e me avisa
    Quando vai chover
    Vento que me traz o perfume
    Que vem de você

    Mas uma coisa que o vento não é capaz,
    Nem nunca vai ser
    é de mostrar o momento exato
    Que eu vou te ter

    A tua falta me entristece
    Que é que eu vou fazer
    Se eu passo o tempo todinho esperando
    Pra poder te ver

    Ficha Técnica

    Maurício Miranda - voz, violão e vocais
    Julinho Teixeira - sanfona
    André Neiva - baixo
    Pirulito e He-Man - percussão
    Téo Lima - bateria

    Ouça

  • Te Vejo Morena

    Maurício Miranda

    Quando te vejo passar por mim, morena
    Tenho vontade de dizer
    Que eu dou minha vida pra você, morena
    Ser só minha até eu morrer

    Eu já falei coisas bonitas nessa hora
    Elogiei sua beleza
    Mas você só me deu fora
    Já falei que és minha grande paixão
    Mas você nem me deu atenção
    E foi embora

    E você nem se quer me olha, morena
    Parece que nem me vê
    Eu não sei mais o que eu faço, morena
    Pra isso deixar de acontecer

    Um dia desses eu perco a paciência
    Muito estou na iminência
    De pegar na sua mão
    Mas você é tão brava e imprevisível
    Que eu tenho um medo incrível
    De ferir meu coração

    Quando te vejo passar por mim, morena
    Tenho vontade de dizer
    Que eu dou minha vida pra você, morena
    Ser só minha até eu morrer

    Ficha Técnica

    Maurício Miranda - voz
    Walace Perez - violão
    Henrique Garcia - cavaquinho
    Gilmar Ferreira - trombone
    André Neiva - baixo
    Pirulito - percussão
    Sandro Araújo - bateria

    Ouça

  • Fotos

    1

    2

    3

    4

  • Vídeos

    Sessão de Fotos • Making Of

    Fotos - Alex Mendes
    Figurino - Kecia Felix e Cristina Cordeiro
    Captura e edição de vídeo - Gregg Roehrig
    Música - “Te Quero Fora”

    Maurício Miranda convida Jorge Vercillo
    “Tambor Oculto” • Making Of

    Captura - Gregg Roehrig e Alex Mendes
    Edição - Gregg Roehrig
    Agradecimentos: Jorge Vercillo, Elaine Souza, André Neiva,
    Alex Mendes e Estúdio Paulo Emílio

    Maurício Miranda no Vivo Rio
    “Samba do Avião” (Tom Jobim)

  • Contato

    Compre o CD

    Para adquirir o CD “Tonto, Tato, Traços” deposite R$25,00 (vinte e cinco reais) para:
    Banco ITAÚ
    Agência: 8561
    C/C: 03578-6
    e envie o comprovante de depósito com a indicação do endereço para entrega. Frete grátis para todo o território brasileiro.

    +55 21 988 969 664
    +55 21 988 969 815
    +55 21 998 159 558
    miramauricio@gmail.com

    Kaçuá



    Dê o seu recado

    Nome:
    E-mail:
    Mensagem:
       
  • Obrigado!

    Et harum quidem rerum

    Cupiditate noprovident similique sunt in culpa qui officia deserunt mollitia animi, id est laborum et dolorum fuga. Et harum quidem rerum facilis est et expedita distinctio. Nam libero tempore, cum soluta nobis est eligendi optio cumque nihil impedit quo minus id quod maxime placeat facere possimus, omnis voluptas.

    At vero eos et accusamus et iusto odio dignissimos ducimus qui blanditiis praesentium voluptatum deleniti atque corrupti quos dolores et quas molestias excepturi sint occaecati cupiditate non provident, similique sunt in culpa qui officia deserunt mollitia animi, id est laborum et dolorum fuga.

    Occaecati cupiditate non provident, similique sunt in culpa qui officia deserunt mollitia animi, id est laborum et dolorum fuga.

    Blanditiis praesentium voluptatum

    At vero eos et accusamus et iusto odio dignissimos ducimus qui blanditiis praesentium voluptatum deleniti iusto odio dignissimos ducimus qui atque corrupti quos dolores et quas molestias excepturi sint occaecati cupiditate non provident, similique sunt in culpa qui officia deserunt mollitia animi, id est laborum et dolorum fuga.

    At vero eos et accusamus et iusto odio dignissimos ducimus qui blanditiis praesentium voluptatum deleniti atque corrupti quos dolores et quas molestias excepturi sint occaecati cupiditate non provident, similique sunt in culpa qui officia deserunt mollitia animi, id est laborum et dolorum fuga.

    Qui blanditiis praesentium voluptatum deleniti atque corrupti quos dolores et quas molestias excepturi sint occaecati cupiditate non provident, similique sunt in culpa qui officia deserunt mollitia animi, id est laborum et dolorum fuga.

    Occaecati cupiditate non provident, similique sunt in culpa qui officia deserunt mollitia animi, id est laborum et dolorum fuga.